Total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Sucesso do Fla se repete na base, e diretoria discute promoção de garotos









Equipe Sub-20 do Flamengo celebra o título do Campeonato Brasileiro Sub-20 - Marcelo Cortes/Flamengo
Equipe Sub-20 do Flamengo celebra o título do Campeonato Brasileiro Sub-20 Imagem: Marcelo Cortes/Flamengo

Em uma temporada de conquistas no futebol profissional, o Flamengo teve sucesso também nas categorias de base e conversas visando a próxima temporada já foram iniciadas, com alguns nomes de jovens jogadores sendo analisados para compor o elenco do técnico Jorge Jesus em 2020.
O Rubro-Negro fez a 'tríplice coroa' do Campeonato Brasileiro, conquistando com o time principal, o sub-17 e o sub-20. Está última, em final que aconteceu no último domingo, contra o Palmeiras, o que rendeu zoações nas redes sociais.

Desta forma, dirigentes já realizaram reuniões e traçam o planejamento para que alguns jovens possam ser promovidos em breve. Há uma ideia inicial de se preencher lacunas no elenco para que se forme uma "linha de sucessão".
Com o Flamengo passando por uma boa fase financeira, o clube tem todas as condições de ir ao mercado na próxima janela, o que faz com que a exigência para integrar o elenco profissional seja maior. Mas a intenção é buscar fora apenas nos casos em que não se enxergue o perfil na base.
Neste ano, o Flamengo investiu e contratou os zagueiros Rodrigo Caio e Pablo Marí, os laterais Rafinha e Filipe Luis, os meias Gerson e Arrascaeta e os atacantes Bruno Henrique, Gabigol.

Joia com chance no profissional

Em 2019, o jovem Reinier, de apenas 17 anos e tido como uma das joias do Flamengo, teve chances sob o comando de Jorge Jesus. O meia se tornou substituto de Arrascaeta e caiu nas graças da torcida.
Recentemente, o Flamengo anunciou a renovação de contrato com Reinier e o novo vínculo vai até outubro de 2024. O nome do meia já esteve especulado em alguns clubes europeus.
Por Reinier, inclusive, o Rubro-Negro teve um desgaste com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Julgando que o jogador seria importante para o elenco, que já havia perdido alguns nomes por conta de convocações do Brasil e de seleções estrangeiras, a diretoria não liberou para a Copa do Mundo sub-17.

Base como parte da engrenagem

Os cofres cheios do Flamengo também têm a base como parte do trabalho. Nas temporadas de 2017 e 2018 o clube realizou duas boas vendas, o que fez com que entrasse recursos.
Primeiramente, o atacante Vinicius Júnior foi negociado com o Real Madrid, da Espanha, por cerca de R$ 164 milhões, segundo cotação da época. No ano seguinte, o meia Lucas Paquetá foi para o Milan, da Itália, em transação que envolveu R$ 150 milhões, ficando com R$ 100 milhões.
Neste ano, não houve a necessidade de uma tratativa com o mesmo volume de outrora, mas o zagueiro Léo Duarte se tornou companheiro de Paquetá, em negociação de aproximadamente R$ 46 milhões.




BICAMPEÃO




Virada espetacular! Mengão vence o River Plate por 2 a 1 e é bicampeão da Conmebol Libertadores

Com dois gols do artilheiro Gabigol, Mais Querido pinta a América de vermelho e preto novamente

Por - em




Sonho realizado! Na grande final da Conmebol Libertadores, realizada na tarde deste sábado (23), no Estádio Monumental de Lima, no Peru, o Flamengo escreveu mais um lindo capítulo em sua história ao conquistar o bicampeonato. O Mengão, numa virada espetacular, venceu o River Plate por 2 a 1, com dois gols de Gabigol, que fez o sonho da imensa Nação Rubro-negra virar realidade.

Após uma campanha irretocável a partir das quartas de finais da competição, onde o time rubro-negro apresentou um belo futebol que encantou a todos, o Mais Querido chegou à final e, na base da raça e da técnica, conseguiu o triunfo diante do atual campeão River Plate e, mais uma vez, alcançou o topo da América e fez a alegria de milhões de rubro-negros espalhados pelo mundo inteiro.

O jogo
A partida começou com o Flamengo dominando as ações, tentando encontrar espaços para penetrar na defesa do River, mas a pressão inicial não surtiu efeito. Aos 14 minutos, Nacho Fernández chegou à linha de fundo e cruzou para a entrada da área. Borré bateu rasteiro para abrir o placar: 1 a 0. Apesar das tentativas de ataque do Rubro-Negro, os argentinos conseguiram neutralizar e terminaram a primeira etapa em vantagem no placar.

O Mais Querido iniciou a segunda etapa tentando exercer uma pressão, mas o time argentino conseguia bloquear as tentativas ofensivas do Flamengo. Aos 43 minutos, o Mengão chegou ao gol de empate. Lucas Pratto perdeu a bola e Bruno Henrique achou Arrascaeta dentro da área. O uruguaio cruzou rasteiro e achou Gabigol livre, que só teve o trabalho de empurrar para a rede: 1 a 1. Com o empate, o Rubro-Negro foi pra cima buscar a virada. Aos 46, veio o gol para explodir a Nação Rubro-negra de felicidade. Após lançamento, Gabigol ganhou de Pinola e soltou a bomba de pé esquerdo para virar o jogo e decretar o título rubro-negro. Mais uma vez, a América é vermelha e preta!

Escalação do Flamengo
Diego Alves; Rafinha, Pablo Marí, Rodrigo Caio, Filipe Luís; W. Arão (Vitinho), Gerson (Diego), De Arrascaeta (Piris da Motta), Everton Ribeiro, Bruno Henrique; Gabriel Barbosa.

Os recordes já quebrados e as marcas que o Flamengo ainda pode alcançar neste Campeonato Brasileiro 

 

Campeão antecipado, o Flamengo já alcançou 87 pontos, bateu o recorde do Corinthians (81 em 2015) e tem mais duas rodadas para ampliar a marca. Veja os recordes que o Rubro-Negro já quebrou e que ainda pode quebrar neste Brasileirão.

Consequentemente, o Rubro-Negro terá o melhor aproveitamento da história do Brasileirão. Atualmente, o time de Jorge Jesus tem 80,6% de aproveitamento.

O 3 a 1 sobre o Palmeiras, domingo no Allianz Parque, foi a 27ª vitória do Flamengo neste Brasileirão. A melhor marca anterior era de 25 triunfos.

Com oito vitórias consecutivas, entre a 14ª e 21ª rodada, o Flamengo se igualou ao Cruzeiro de 2003 e 2013.   

Faltando duas rodadas, o Flamengo só foi derrotado três vezes. A melhor marca na história do Brasileirão, com 20 clubes na Série A, é de quatro derrotas em 38 jogos. Os times que menos perderam desde 2006 foram o São Paulo, de 2006, e o Palmeiras, de 2018.

Com 80 gols marcados, o Flamengo de 2019 já é dono do melhor ataque da história do Brasileirão.

O Rubro-Negro, por ora, tem saldo de gols de 48. Ao fim do campeonato, o recorde até 2018 era de 43.

Com 42 pontos, o Flamengo ainda pode terminar o BR-19 tendo o melhor turno da história. São 42 pontos conquistados, com seis em disputa, e o recorde é de 47.

São 23 rodadas sem o time de Jorge Jesus ser derrotado, o que já igualou o recorde das edições anteriores. Uma marca que pode ser batida contra o Avaí, na quinta, no Maracanã.

Com 37 pontos conquistados fora de casa, o Flamengo ainda pode fazer a melhor campanha como visitante da história. O recorde é de 39 pontos, e o time da Gávea visita o Santos na última rodada.



Invicto no Maracanã, com 16 vitórias e dois empates, o Flamengo já tem a melhor campanha como mandante no Brasileirão. Contra o Avaí, na quinta, pode ampliar a marca.
 
A força do Flamengo em casa passa pela torcida, que, com uma média de 58 mil torcedores no Maracanã, é a recordista em Campeonatos Brasileiros.
 
Com 24 gols, Gabriel Barbosa já é o maior artilheiro de uma edição do Campeonato Brasileiro (na era dos pontos corridos). O recorde anterior pertencia a Jonas e Borges (23).
 
Adaptado da fonte: https://www.lance.com.br/galerias/os-recordes-ja-quebrados-e-marcas-que-o-flamengo-ainda-pode-quebrar-no-brasileirao/#foto=13
 

       

 

 

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

CAMPEÃO INVICTO!

CAMPEÃO INVICTO! Flamengo vence a última regata e conquista o título do Estadual

Rubro-Negro faturou todas as etapas da competição e a taça volta para a Gávea após seis anos

Por - em
É campeão! O Flamengo venceu, neste domingo (13), a quinta e última regata do Campeonato Estadual e conquistou o título da competição de forma invicta, tendo faturado todas as etapas do torneio. O Rubro-Negro, maior vencedor da disputa com 47 troféus, não levantava a taça da competição desde 2012. A diferença de 206 pontos para o Botafogo, segundo colocado, foi a maior dos últimos anos. 

O Presidente do Mais Querido, Rodolfo Landim, acompanhou a competição na Lagoa Rodrigo de Freitas e comemorou o resultado. 

“Para mim, é um prazer enorme estar aqui na Lagoa comemorando o campeonato. É uma competição bastante importante para o Flamengo. Depois de seis anos, algo que foi uma promessa forte durante a campanha, até porque não podemos esquecer das tradições do Flamengo, que chama-se Clube de Regatas do Flamengo. Não ganhamos só o campeonato, é importante dizer que vencemos todas as regatas, o que é algo bastante emblemático, eu diria, nesse retorno ao remo. Agora vamos manter esse trabalho. Estão de parabéns todos os remadores, a comissão técnica”, comentou Landim. 

O Flamengo dominou a disputa do início ao fim. Foram nove medalhas de ouro, sete de prata e quatro de bronze para o Rubro-Negro, que marcou presença em todos os pódios. O resultado é fruto de um longo processo de reestruturação do remo. Ao longo dele, profissionais renomados chegaram ao clube, foram adquiridas novas embarcações e a sede náutica passou por reformas fundamentais para o desenvolvimento dos atletas, entre outros aspectos.

Agora, as atenções se voltam para o Campeonato Brasileiro de Barcos Longos, entre os dias 24 e 27 de outubro, novamente no Estádio de Remo da Lagoa Rodrigo de Freitas. No primeiro semestre de 2019, o Mais Querido foi o campeão do Brasileiro de Barcos Curtos e busca encerrar a temporada com mais um título. 

sábado, 17 de agosto de 2019

É campeão! Flamengo bate Corinthians por 2 a 1 e conquista o título do Brasileiro Sub-17

Com gols de Lázaro e Ryan Luka, Garotos do Ninho levantam mais um troféu para base rubro-negra

Por - em

É campeão! Na manhã deste sábado (17), os Garotos do Ninho levantaram o título do Campeonato Brasileiro Sub-17 e fizeram história com mais uma conquista importante para as categorias de base rubro-negra. Na segunda partida da grande final, disputada no estádio Kléber Andrade, em Cariacica-ES, o Flamengo venceu o Corinthians por 2 a 1 e sagrou-se campeão da competição. Os gols do Mais Querido foram marcados por Lázaro e Ryan Luka, que fizeram a festa da Nação. 

O jogo
O Flamengo começou com tudo a primeira etapa e levou dois minutos para abrir o placar. Caio cobrou falta pelo lado direito da área e Lázaro subiu mais que todo mundo para testar firme no canto esquerdo do goleiro para fazer o gol: 1 a 0. Na primeira jogada de perigo do Corinthians, aos 16’, Danilo pegou fraco na bola e ela ficou tranquila para o goleiro rubro-negro Bruno. Aos 21’, quase saiu o segundo gol do Mengão. Caio lançou a bola para Lázaro, o camisa 10 deu um toquezinho de cabeça para Pedro Arthur. O camisa 7 balançou para cima da marcação e, na hora de chutar para o gol, foi travado pela defesa adversária.

Os Garotos do Ninho queriam mais e foram para cima da equipe corinthiana. Aos 33’, o artilheiro Lázaro recebeu a bola pela direita, deu uma gingada e tocou para Marcos Felipe aberto na ponta. Ele cruzou na pequena área e Ryan Luka cabeceou no canto direito para fazer a festa da Nação: 2 a 0.

O segundo tempo iniciou mais truncado, se comparado com a etapa inicial. Com vantagem no placar, o Mengão foi administrando o resultado, enquanto o Corinthians não conseguia se impor na partida. Aos 21’, a equipe alvinegra diminuiu com Cauê, que bateu firme no ângulo: 2 a 1. Aos 25 minutos, o Corinthians chegou com perigo novamente e fez o goleiro Bruno brilhar em duas boas defesas à queima roupa. E não dava tempo para mais nada! O juiz apitou o final do jogo para a Nação fazer a festa em Cariacica e em todo Brasil.

O camisa 10 Lázaro foi o grande artilheiro da competição com 14 gols marcados.

Escalação do Flamengo
Bruno, Marcos Felipe, Gabriel Noga, Otávio; Douglas, Caio, Pedro Arthur (Weverton), Daniel Cabral; Ryan Luka (Will), Lázaro (Maycon) e Carlos Daniel.
 
Campeonato Brasileiro sub 17 Flamengo x Corinthians

É campeão! Fla volta a bater o Timão e leva o primeiro Brasileiro Sub-17

No placar agregado, Rubro-Negro levou a melhor por 6 a 4


Caneco para o Rio! Uma semana após um jogo frenético pela ida da final do Campeonato Brasileiro Sub-17, Flamengo e Corinthians voltaram a se encontrar para a partida derradeira, em Cariacica (ES), mais precisamente no Estádio Kléber Andrade. E, novamente, deu o clube carioca, que venceu por 2 a 1, com gols de Lázaro, Ryan Luka e Cauê - no placar agregado, 6 a 4.

Assim, o Flamengo torna-se o primeiro campeão da edição nacional disputada na categoria, que contou com cerca de 17 mil torcedores no mando rubro-negro na cidade capixaba. A artilharia ficou com Lázaro, estrela do Fla, que encerrou com 14 gols.

Mesmo com a vantagem no placar agregado, o Flamengo, comandado por Phelipe Leal, iniciou em alta intensidade. Aos quatro minutos, Caio cobrou falta lateral, completada pelo camisa 10 Lázaro. E o segundo gol dos mandantes também veio na etapa inicial.

Marcos Felipe, lateral-direito, cruzou na medida para o centroavante Ryan Luka: caixa, com 35 minutos. Até o intervalo, a vantagem foi administrada com apenas um susto relevante, quando o goleiro Bruno saiu errado do gol, e o Corinthians quase diminuiu. No segundo tempo, o cenário mudou.

Cauê dominou girando e diminuiu com um lindo arremate, no ângulo, vencendo Bruno, que havia acabado de salvar em bela defesa. Aliás, Bruno, em seguida, pegou duas bolas à queima-roupa. O jogo ganhou em emoção, houve muito entrega, porém nada de placar alterado até o apito final.

A conquista foi dedicada aos Garotos do Ninho vítimas do incêndio no CT em fevereiro - Um dos dez mortos, Rykelmo pertencia ao time sub-17. A festa foi rubro-negra e merecida.

terça-feira, 18 de junho de 2019

É HEXA!


Flamengo vence Franca, no Pedrocão, e conquista o hexa do NBB

Marquinhos, com 18 pontos, foi o cestinha e grande nome do Mais Querido na partida

Por - em
Varejão levanta o troféu! Crédito: Paula Reis

É hexaaaaaaa!!! O Flamengo é hexacampeão do Novo Basquete Brasil. O Mais Querido venceu Franca, neste sábado, no quinto e decisivo jogo da série final, por 81 a 72. Nem mesmo o Pedrocão lotado foi capaz de intimidar os jogadores do Mais Querido, que levaram mais um troféu para a Gávea.
Marquinhos foi o grande nome do Mengão no jogo. Ele anotou 18 pontos e foi o cestinha da partida. Balbi, Olivinha, Anderson Varejão e Deryk também brilharam e ajudaram o Mais Querido. Olivinha, vale frisar, foi eleito o MVP das finais. 
O Flamengo dominou a partida no primeiro tempo e abriu uma ótima vantagem: 45 a 29. No segundo tempo, o Mengão caiu um pouco de produção, mas se manteve o tempo todo à frente no placar e levou o título: 81 a 72 e festa da Nação em Franca. 
Com seis títulos, o Flamengo é, disparado, o maior campeão do NBB. Quem segura?